segunda-feira, 14 de março de 2011

Delito assumido

Reconheço minhas digitais
em todos os indícios.
Sem nada excluir ou protestar,
aprovo as acusações.

Assino atas que não li,
sorrio às declarações pueris,
sem negar a autoria sequer
de intenções não confirmadas.

Assumo com riso safado
os momentos que gozei,
para escândalo dos castos.

Agravo meu veredicto:
danço indecente
a provocar o desmaio das beatas.

A todos, reservo em triunfo
um último gesto obsceno:
Na hora fatal, como deboche,
passo a mão na bunda do carrasco.

2 comentários:

CeciLia disse...

WoW! Eu gostei, Sr. Indecente.

Beijo...

Decente!

Cláudio B. Carlos disse...

Hehehe. Excelente.